28.02.07

        Há muito tempo atrás, num reino distante, vivia num castelo um rei com a sua rainha e três filhas. Duas das suas filhas estavam casadas e outra estava solteira.

         A filha solteira chamava-se Ana e tinha sido enfeitiçada por uma bruxa má.

         Cada vez que ela saía de casa transformava-se em abóbora e por isso ela teria teria de viver para sempre solteira. Mas, se alguém se apaixonasse verdadeiramente por ela, o feitiço quebrava-se.

         Um dia, o castelo estava sem guarda e nesse mesmo dia, entrou um ladrão no reino para raptar a princesa solteira. Mas o que o ladrão não sabia era que dentro do grande saco que carregava estava uma abóbora.

         O ladrão resolveu livrar-se da abóbora e foi vendê-la no mercado mais próximo.

         A abóbora foi vendida a uma velhinha muito, muito, muito pobre que fazia uns apetitosos sonhos de abóbora.

         Quando se preparava para a cozinhar ficou muito assustada pois não esperava ver ali uma menina tão linda.

         O neto da velhinha regressou então do bosque onde tinha ido apanhar amoras e quando viu a princesa, o seu coração parou de bater e as suas pernas tremiam de tanta emoção.

         A princesa ficou comovida e desatou a chorar. Nesse momento sentiram que estavam perdidamente apaixonados.

         O amor era tão forte que quebrou o feitiço. A princesa e o rapaz casaram e foram felizes para sempre.

         A feiticeira má foi condenada a cozinhar e a comer sopa de abóbora para o resto da sua vida.

 

 

Os alunos da turma – texto conjunto

  

publicado por ML às 16:43

Blog do 7ºA/8ºA/9ºA
mais sobre mim
Fevereiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27


arquivos
2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


Trabalhos dos alunos: Andreia
Trabalho de pesquisa
View SlideShare presentation or Upload your own.
Diana
EçA De Queirós
View SlideShare presentation or Upload your own.
pesquisar
 
Banda desenhada sobre o conto "A Aia"

Ficou célebre:

Roberto : Ainda não viu este filme, "stora"?
Prof.: Claro que não! Não gosto de violência gratuita!
Roberto: Mas este não é desses! Eu paguei o DVD!

Estamos a ouvir:
Desde Outubro de 2008:
Frase favorita:

“O professor pensa ensinar o que sabe, o que recolheu nos livros e da vida, mas o aluno aprende do professor não necessariamente o que o outro quer ensinar, mas aquilo que quer aprender.”

lamento... peço desculpa por não valorizarem o meu trabalho, peço perdão por vos tentar ensinar aquilo que não querem aprender, lamento fazê-los acordar e reagir para a vida... sinceramente, arrependo-me por procurar sempre uma saída, por me esforçar para vos dar motivação por perder tempo e esgotar as minhas palavras, sem mágoas... Dedicar-me-ei a quem o merece!
blogs SAPO