16.02.07

 

Resolução de equações

 

Uma equação é fogo para se resolver
é igualdade difícil e de grande porte
é necessário saber todas as regras
e ter até uma boa dose de sorte.

 

A primeira coisa a ter em conta
quando se olha uma equação
é ver se tem parênteses,
é que umas têm outras não.

 

Se tiver, é por ai que tudo deve começar.
Sinal "+" antes: fica tudo igual.
Mas tudo o que vem a seguir se deve trocar
se antes do parênteses o "-" for o sinal.

 

A seguir...alerta com os denominadores!
Todos têm que ter o mesmo para se poder avançar.
Os sinais negativos antes de fracções
são degraus onde podem tropeçar. 

 

É preciso não esquecer nenhum sinal
e estar atento ao coeficiente maroto
e se um termo não interessa de um lado
muda-se o sinal e passa-se para o outro.

 

Quando a incógnita estiver sozinha
podemos então dar a tarefa por finda.

E então, sem nunca esquecer o que foi feito
escreve-se o conjunto solução.

 

Carlos Roque

 A professora de Matemática que me corrija, se eu estiver errada!


14.02.07

As árvores são importantes porque sem elas não haveria comida, oxigénio, habitação para os animais, como: os pássaros, formigas, pica-paus, larvas…

   Elas, as árvores, parecem tantas mas, todos os anos são destruídas milhares pelo homem, pelos incêndios, por catástrofes naturais …

    Neste momento, a maior floresta do Mundo é a Amazónia, mas mesmo assim essa floresta está a ser destruída, sem piedade e com uma rapidez impressionante.

   Se todos ajudarmos, podemos evitar que destruam as árvores de todo o Mundo.

   Ao destruirmos as árvores estamos a destruir-nos a nós “humanos”, aos animais, às árvores e ao próprio planeta.

   O mais grave é que as pessoas sabem do problema, reconhecem o problema, mas ignoram e não querem saber das árvores. Só se preocupam com elas próprias.

   Se não fizermos nada, qualquer dia não haverá vida e tudo o que existe de bom desaparecerá para sempre.

 

 

                          Roberto Mendes

                                                            


05.02.07

Ser poeta é sonhar,

Viver a vida ao pé do mar

Ser poeta é tentar ser feliz

Querer o que ninguém quis…

 

Ser poeta é ser livre

Ser livre é ser

Passivo…

E ser passivo é ser expressivo…

 

Ser poeta é escrever o que se sente, é ser sensível.

 

Ser poeta é ser livre

E ser livre é ser expressivo

Porque ser expressivo

Não é ser agressivo.

 

Ser poeta é poder voar

Não ter limite,

Nem onde parar.

 

Ser poeta é poder ganhar asas,

E saber que se pode voar,

Ser poeta é nunca parar

De pensar.

Ser poeta é ser inteligente.

É ser solitário, e ser gente.

 

Ser poeta é ser livre,

Saltar de um avião,

E fazer queda livre!

 

Ser poeta é poder voar

Na imaginação

Sonhar com verdadeira emoção

 

Ser poeta é ser livre

Poder escrever e dançar

Viver como que vive…

É nunca parar…

 

Ser poeta é ser sensível

É sentir o que os outros não sentem

Ser poeta é ser inteligente

Dizer o que as palavras não mentem.

 

Ser poeta é ser como o sol,

Que dá a luz ao girassol,

E alegria ao caracol.

 

Ser poeta é ter imaginação, é rever as mágoas do coração.

Os alunos do 7ºA 

publicado por ML às 22:43

 

            Era uma vez um homem muito pobre que tinha um amor impossível por uma princesa.

            Uma vez essa princesa saiu do castelo e o homem ganhou coragem e quis falar com ela, mas quando lá chegou, ficou sem palavras e só fazia disparates.

            A princesa viu-o atrapalhado e tentou falar com ele, mas o homem começou a ficar corado e só dizia: –“olá”.

            O rei ao ver a sua filha a falar com o pobre, levou-a para o castelo e mandou os guardas guardarem-na e não a deixavam sair do castelo enquanto o homem não fosse preso.

            Passou um ano e o homem não parecia. Então, o rei quis que ela casasse com um príncipe muito rico.

            Ao saber que a princesa se ia casar, o homem pobre foi ao reino às escondidas e ouviu-a no quarto a chorar.

            Abriu a porta e fugiram os dois. Nunca mais ninguém os viu.

(Pedro Braga)

 

publicado por ML às 22:42

22.12.06

A professora Ana Maria pediu aos alunos que fizessem uma redacção e nessa redacção o que eles gostavam que Deus fizesse por eles.
À noite, ao corrigir as redacções, ela deparou-se com uma que a deixou muito emocionada.
O marido, ao entrar em casa viu-a a chorar e pergunta: "O que aconteceu?"
Ela respondeu: "Lê". Era a redacção de um menino.
"Senhor, esta noite peço-te algo especial: transforma-me num televisor.
Quero ocupar o lugar dele. Viver como vive a TV da minha casa.
Ter um lugar especial para mim, e reunir minha família ao meu redor...
Ser levado a sério quando falo... Quero ser o centro das atenções e ser ouvido sem interrupções e sem perguntas.
Quero receber o mesmo cuidado especial que a TV recebe quando não funciona.
Ter a companhia do meu pai quando chega a casa, mesmo que esteja cansado.
E que minha mãe me procure quando estiver sozinha e aborrecida, em vez de me ignorar. E ainda que os meus irmãos "discutam" para estar comigo.
Quero sentir que a minha família deixa tudo de lado, de vez em quando, para passar alguns momentos comigo.
E, por fim, que eu possa divertir todos.
Senhor, não te peço muito...
Só quero viver o que vive qualquer televisor!"

Naquele momento, o marido de Ana Maria disse:
"Meu Deus, coitado desse menino. Que descuido o desses pais".
Ela responde-lhe:

"Essa redacção é do nosso filho".


Blog do 7ºA/8ºA/9ºA
mais sobre mim
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


arquivos
2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


pesquisar
 
Ficou célebre:

Roberto : Ainda não viu este filme, "stora"?
Prof.: Claro que não! Não gosto de violência gratuita!
Roberto: Mas este não é desses! Eu paguei o DVD!

Frase favorita:

“O professor pensa ensinar o que sabe, o que recolheu nos livros e da vida, mas o aluno aprende do professor não necessariamente o que o outro quer ensinar, mas aquilo que quer aprender.”

lamento... peço desculpa por não valorizarem o meu trabalho, peço perdão por vos tentar ensinar aquilo que não querem aprender, lamento fazê-los acordar e reagir para a vida... sinceramente, arrependo-me por procurar sempre uma saída, por me esforçar para vos dar motivação por perder tempo e esgotar as minhas palavras, sem mágoas... Dedicar-me-ei a quem o merece!
subscrever feeds
blogs SAPO